Telefone
51 3343.0811 - 51 3372.6638
WhatsApp
51 98015.6602
SOLICITE ORÇAMENTO
SOLICITE ORÇAMENTO
05/09/2018

Os riscos da inalação de fumaça de incêndio

O monóxido de carbono, provido da fumaça, é uma substância tóxica que gera acúmulo de sangue e líquidos no sistema respiratório, podendo, em caso de inalação, causar desde queimaduras nas vias aéreas como o desenvolvimento de doenças como bronquite e pneumonia.

Se inalada em grande quantidade, a fumaça pode evoluir de intoxicação respiratória para morte em 2 a 5 minutos. Além disso, indivíduos que inalaram uma quantidade menor de fumaça ainda podem desenvolver infecções respiratórias por até 3 semanas depois do ocorrido.

Quais os principais problemas que a fumaça do incêndio pode causar nos humanos?

- Queimadura nas vias respiratórias: O calor provocado pelas chamas causam queimaduras no interior do nariz, laringe e faringe. Esse tipo de queimadura leva ao inchaço das vias respiratórias impedindo a passagem do ar. Basta que a pessoa fique exposta a fumaça do incêndio por cerca de 10 minutos para ter suas vias aéreas queimadas.

- Asfixia/Falta de oxigênio: O fogo consome o oxigênio presente no ar e por isso respirar fica cada vez mais difícil. Com isso há acumulo de CO2 no sangue e com menos oxigênio chegando aos pulmões a pessoa se sente fraca, fica desorientada e desmaia. Caso ela não seja socorrida em menos de 10 minutos, poderá não sobreviver. Quanto mais tempo a pessoa ficar sem oxigênio, maiores são os riscos de morte ou de lesão cerebral e de ficar com sequelas neurológicas permanentes.

- Intoxicação por substâncias tóxicas na fumaça: A fumaça de um incêndio contém diversas partículas diferentes, e dentre elas, estão o cloro, cianeto e o enxofre, que provocam inchaço das vias aéreas, extravasamento de líquido e consequentemente, impedem a passagem do ar pelos pulmões. 

- Síndrome da angústia respiratória: A inflamação e o acumulo de líquido dentro das vias aéreas pode impedir a passagem do ar. Tanto o calor da fumaça como as substâncias tóxicas presentes nela podem levar ao desenvolvimento do edema pulmonar que é quando existe um acumulo de líquido e de sangue que se forma dentro dos pulmões, impedindo a troca de oxigênio. 

- Pneumonia: Com o sistema respiratório afetado há uma maior facilidade de entrada e proliferação de vírus, fungos ou bactérias podem levar ao desenvolvimento da pneumonia. Esta pode se manifestar até 3 semanas depois do incidente.

- A maioria das vítimas sobreviventes de um incêndio se recupera completamente não tendo qualquer problema respiratório no futuro, mas as vítimas que inalaram uma grande quantidade de fumaça tóxica, podem apresentar dificuldade respiratória, tosse seca e rouquidão por meses.

Os principais sinais de alerta que podem surgir em vítimas de incêndio são tosse, chiado no peito, febre, dificuldade em respirar, tontura, enjoo, desmaio e boca e pontas dos dedos arroxeados ou azulados.

Nós, do Grupo Brava, contamos com vasta experiência na execução de extintores de incêndio convencionais e endereçáveis de diversas marcas, além de diversos produtos que auxiliam no combate contra fogo, atuando sempre com profissionais habilitados na fábrica. Saiba mais sobre nossos serviços em nosso site.

Para solicitar um orçamento, acesse nossa área exclusiva para o assunto.

Fonte: Tua Saúde

#TAGS RELACIONADAS

COMPARTILHE Facebook

POSTS RECENTES